Com os altos índices de desemprego e com toda a incerteza econômica e política que ronda nosso país, desenvolver uma habilidade que possa gerar renda extra ou até mesmo ser a principal fonte de renda familiar pode ser a saída para enfrentar os impactos da crise.

Pensando nisso e motivada pela paixão que tem por ensinar e também por ajudar as pessoas a jaraguaense Diana Demarchi, professora e idealizadora do site Escola de Costurar, criou um projeto social que promove o desenvolvimento de habilidades manuais e gera oportunidades de renda através da atividade de costura.

A iniciativa pretende atender quatro participantes no formato presencial nas primeiras quatro aulas e mais de vinte pessoas no último dia de aula, quando será abordado o tema empreendedorismo, formalização de negócios e comercialização de produtos pela internet.

“A costura teve e continua tendo um papel muito importante em minha vida profissional e pessoal”, comenta Diana. “Então pensei em compartilhar esse conhecimento e ao mesmo tempo proporcionar para as pessoas com menos condições financeiras o desenvolvimento de uma nova profissão”, conclui.

A primeira edição do curso presencial iniciará no dia 18 de setembro de 2017 e será realizado na sede da Alcateia Colab, um espaço de coworking em Jaraguá do Sul, e a previsão é que novas edições sejam realizadas no futuro.

O curso é gratuito e os participantes concorrerão a uma máquina de costura

As inscrições foram abertas no nesta segunda feira, dia 28 de agosto, e as pessoas interessadas deverão preencher um cadastro que será disponibilizado no site www.escoladecosturar.com.br.

Com base em alguns critérios que estão expostos no site no momento do cadastro, serão escolhidas quatro pessoas para participar, gratuitamente, do curso presencial.

As pessoas escolhidas não terão nenhum custo, nem de inscrição e nem com o material utilizado. Além disso, a máquina de costura utilizada durante o curso será sorteada no último de aula entre os participantes.

“Esta foi a forma que encontramos de oferecer, além do aprendizado, um incentivo maior para que a pessoa corra atrás dos seus objetivos”, ressalta a idealizadora do projeto.

O curso está previsto para acontecer com uma carga de 10 horas divididos em 5 dias e no conteúdo serão abordados temas como costura sustentável, reaproveitamento de retalhos, fabricação de peças artesanais, uso de materiais e equipamentos e também empreendedorismo e meios para comercializar os produtos fabricados na internet.

Acesse o site e conheça o projeto www.escoladecosturar.com.br

Responder